segunda-feira, 20 de abril de 2015

# 63


Fotografado em Leça da Palmeira, em setembro de 2014, por Jorge Queirós que, segundo nos conta, gosta de captar estes instantes.

Ainda bem que o faz, pois assim eterniza esta mensagem que, falando ela própria de eternidade, revelou ser efémera. De facto, como nos diz o Jorge, a "brigada dos costumes" de Matosinhos já a apagou. Não importa. Ela, agora, vive nos muros dos “pinta-amores”.


Obrigada, Jorge.

6 comentários:

Pedro Coimbra disse...

Esta tem uma dimensão quase religiosa.

Miss Smile disse...

Todos os amores são eternos.. até ao dia em que deixam de existir.

✿ chica disse...

Que legal esse blog e projeto! Gostei de conhecer e ver! bjs, chica

Majo disse...

~
~ ~ Que brigada desalmada!!
~ ~ Um trabalho preparado em casa limpinho, lindo e poético...
~ ~ Não terão mais nada que fazer?!

~~~~~~Abraço.~~~~~~~~~~~~~~~~~~

heretico disse...

SEMPRE é muito tempo...

jorge esteves disse...

A 'brigada dos costumes' ou um ciúme passante?!...

jorgesteves