sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

# 114


Fotografado em Lisboa, em novembro 2015.

Os amores confessados às paredes nem sempre correm bem. Este, que aqui ficou, há algum tempo, listado como #49, está agora nestas tristes condições. 

Foi mais uma vez a Raquel da Franca que nos fez chegar a atualização. Ficamos assim a saber que não houve perdão.

2 comentários:

Rui Espírito Santo disse...

Afinal, mesmo com arrependimento e pedido de perdão, tudo acabou !
Nem sempre há um final feliz ! :))

heretico disse...

com amor e raiva...