terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

# [Fora de série]


Até a natureza pinta amores e este, que se junta à coleção mas fora dela, já que não tem mão humana no desenho, resulta de um roubo consentido que fiz à Susana Miguel. 

Na publicação original, ela intitulou-o “Amor enraizado”. E eu digo: muito apropriado.

10 comentários:

Flor de Jasmim disse...

Lindo! A natureza tem sempre algo de belo para nos surpreender.

Beijinhos

redonda disse...

incrivelmente apropriado :)

Rui Pascoal disse...

Um amor tão antigo, não admira que tenha musgo...
:)

Pedro Coimbra disse...

Love is all around

Miss Smile disse...

Um amor que enraizou e medrou. Um amor bem assente na terra, mas à superfície, para continuar a contemplar o brilho das estrelas nas noites cálidas de verão.

Arco-Iris disse...

Um Amor perdido no tempo.....

Majo disse...

~ ~ O que se diz...

~ ~ E t e r n o ! ! ~ ~

~ ~ ~

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Muito apropriado, mesmo.

jorge esteves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jorge esteves disse...

Pelos vistos, tal como as àrvores, também 'os amores morrem sim, mas de pé!'...